Os Clipes Imperdíveis de 2011 (até agora)

Com o fim de junho, encerra-se a primeira metade de 2011 – época em que vimos muitos novos e esperados discos, desconhecidos nos cativando com seus lançamentos e gente dando continuidade ao trabalho que já vinha fazendo antes. Seja lá qual for o motivo, o resultado foi uma variedade imensa de videoclipes que se diferenciam na temática e estética para dar conta da demanda criativa de público e de mercado.

São tantas boas produções que é preciso parar e rever algumas e dar conta das que passaram desapercebidas. Pra isso, começamos uma votação em nossa página do Facebook que deve apontar quais são os clipes imperdíveis do ano até agora, aqueles que nenhum fã de música ou vídeo pode deixar de ver pra começar o novo semestre – que trará consigo mais uma avalanche de novidades pra ocupar nosso tempo.

Separamos os 20 videoclipes que tiveram maior repercussão aqui no Música Pavê, seja em visualizações ou comentários nas redes sociais, para refrescar sua memória (e já aproveitar caso você tenha deixado algum deles passar sem ser visto). São eles:

Alex Clare – Relax My Beloved – Uma das grandes promessas do ano lançou um clipe denso e bonito para uma de suas canções mais intensas.

Autoerotique – Turn Up the Volume – É o clipe da foto acima, com várias explosões de cores em slow motion ao som da música eletrônica.

Bomba Estereo – Ponte Bomb – Com sampler de Pump Up The Jam, esse clipe da banda colombiana faz referência à sexualização dos programas infantis. Crítico e bem humorado.

Brollies & Apples – She – Vídeo organicamente agressivo que ilustra bem a força da música em um trabalho bem interessante de direção.

Coldplay – Every Teardrop is a Waterfall – Cores e mais cores em stop motion, em uma produção que conseguiu dar uma nova cara para a canção.

Death Cab for Cutie – You Are a Tourist – Gravado durante uma transmissão ao vivo na Web e sem cortes, marcou também o lançamento do novo disco, Codes and Keys.

Foo Fighters – Rope – Super produções com tecnologia de ponta? Não nesse caso, quando a banda se vestiu de anos 90 e fez um clipe em VHS.

Hooray for Earth – True Loves – Esse sim é uma super produção, mesmo que feito em baixo orçamento, com uso de várias metáforas visuais.

Kanye West (com Rick Ross, Jay-Z, Nicki Minaj e Bon Iver) – Monster – Censurado e reeditado, para depois ser lançado em sua versão original mesmo, o vídeo é assustador e violento em perfeita sintonia com a música.

Katy Perry – Last Friday Night – O quinto primeiro lugar do disco Teenage Dream é também, de longe, seu melhor clipe, com Rebecca Black, atores de Glee e até Kenny G fazendo a festa.

Manchester Orchestra – Simple Math – “Impressionante” é eufemismo na maestria entre roteiro, direção e edição de uma narrativa super densa sobre o instante da morte.

Maroon 5 e Lady Antebellum – Out of Goodbyes – A história contada na letra da canção, sobre um relacionamento que só machuca, é ilustrada literalmente em seu surpreendente vídeo.

Móveis Coloniais de Acaju – O Tempo – Outro clipe gravado durante uma transmissão na Web, mas depois acelerado para caber na música, esse traz nomes de usuários do Twitter que enviavam mensagens durante a gravação.

R.E.M. – Überlin – A leveza e o ludismo do som da banda são ilustrados em um passeio por Berlim de uma maneira que muita gente adoraria fazer também.

Robyn – Call Your Girlfriend – A sueca carrega nas costas um videoclipe simples e bonito, provando pra todos nós porque ela conquista facilmente cada vez mais público.

Scouting for Girls – Love How It Hurts – O tempo passa e nosso comportamento continua igual. Pelo menos, é o que nos conta esse vídeo bem humorado e sensível.

The Living Sisters – How Are You Doing? – Michel Gondry cria três narrativas paralelas (e absurdas) para mostrar a amizade entre as três integrantes do grupo.

Thiago Pethit – Nightwalker – Alice Braga estrela a produção que a coloca pra dançar no meio da rua ao som da melodia doce da canção.

Vanessa da Mata – Te Amo – Dirigido por Wagner Moura, o videoclipe explora a complexidade de uma simples declaração de amor.

White Lies – Holy Ghost – Uma coleção de planos e cenários diferentes capaz de prender a atenção e tirar o fôlego de qualquer um.

Cada uma dessas produções marcou de alguma forma essa época. Queremos saber de você, quais são os clipes lançados nesse seestre que, na sua opinião, ninguém pode deixar de ver? Deixe um comentário abaixo e volte depois para ver quais vídeos o pessoal tem recomendado.

Atualizado: 6 de julho de 2011

E o clipe mais mencionado tanto aqui nos comentários, quanto no Twitter foi Simple Math, da Manchester Orchestra, embora Katy Perry e Foo Fighters tenham sido bem lembrados também. Relembre-o abaixo e saiba mais sobre ele neste link.

Shuffle

Vivendo do Ócio - Rock Pub Baby
Novo clipe da banda baiana foi gravado no berço do punk na Inglaterra
Rockologia: Rock Australiano
Entenda como surgiu o gênero no país que nos deu bandas como o Men at Work
Snow Patrol – Called Out in the Dark
Primeiro clipe do novo disco traz o vocalista roubando a cena de ator de Piratas do Caribe

Curtiu? Comente!

21 Comments on “Os Clipes Imperdíveis de 2011 (até agora)

  1. – Maroon 5 e Lady Antebellum – Out of Goodbyes – A história contada na letra da canção, sobre um relacionamento que só machuca, é ilustrada literalmente em seu surpreendente vídeo.

    é a melhor, so far!

  2. “Holy Ghost” – White Lies: Fotografia impecável e direção primorosa em um clipe de muitas nuances visuais…Holy Ghost pode ser definido como “uma viagem musical metafórica”.
    “Simple Math” – Manchester Orchestra: O clima tenso e o roteiro fantástico, são conduzidos por imagens fortes de uma trama bem amarrada por uma música grandiosa.
    “Howlin’ For You” – The Black Keys: Uma obra estilo “Tarantino”, recheada de clichês dos filmes de ação, suspense e muito humor. Imperdível!

  3. pode me chamar de chato, mas ainda não vi nenhum clipe que surpreendesse. muitas produções legais, mas nada que eu visse três ou dez vezes por dia. ainda estou na espera por ‘aquele’ clipe.

  4. Vi um top 3 ali em cima, pode repetir?
    Fico com:
    1- Hanson ~ Give a Little
    3- Alex Clare ~ Too Close (discordando da sugerida na lista)
    3- Mombojó ~ Papapa

  5. Pingback: Vote: O Melhor Videoclipe de 2013 (Até Agora!) : Música Pavê

  6. Pingback: O Melhor Videoclipe de 2013 (Até Agora!) : Música Pavê

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com