Marcelo, Mallu e Fred: O Mar Está Bom Pra Música

banda-do-mar

(Curta mais da série 2014 Define no Música Pavê)

Marcelo Camelo marcou a vida musical de muitos de nós. Em 1999, quando eu tinha apenas 13 anos de idade, as canções de seu primeiro álbum com Los Hermanos explodiam no meu radinho de 10 watts. Vivia, junto aos meus amigos, a descoberta do rock, da Rádio Cidade e de toda a música em si. No interior, a gente não conseguia acompanhar na mesma velocidade as coisas que surgiam na capital, por isso era comum, muito comum mesmo, gostarmos apenas das bandas famosas mundialmente.

Naquela época, eu, morador da região serrana do RJ, não mais que duas horas de viagem da capital, conheci Anna Júlia no mesmo instante que os lugares mais longínquos desse país. E, esse fenômeno, de certa forma, mudou a forma como eu e toda aquela geração pensava e refletia a música. As camisas pretas foram substituídas por cores mais amenas e dividindo minha playlist tocava de Sonic Youth, passando por Tom Zé e Rage Against the Machine, e terminando fatalmente com Los Hermanos.

Em 2014, 15 anos depois do primeiro álbum, Marcelo Camelo aceita um novo desafio em sua carreira. Junta-se à sua companheira Mallu Magalhães, convida Fred, que trabalhou (entre muitos outros) no último disco de Wado, Vazio Tropical, e monta uma banda com um nome um tanto quanto sugestivo e interessante – Banda do Mar.

Desde que foi divulgado o nome do grupo, algo me dizia que o som seria diferente do que estávamos acostumados. Talvez, essa conspiração da minha cabeça tenha surgido muito pelo que estamos habituados a entender sobre o Mar – que tem uma simbologia poética tão forte quanto a Lua.

O trio poderia se chamar facilmente Banda da Lua, se estivéssemos falando do Camelo dos álbuns anteriores, Sou (2008) e Toque Dela (2011). Nesses registros, temos canções frias, deprimidas e ao mesmo tempo geniais – Como se fossem poemas ditos à Lua. Já com a introdução do Mar, mesmo tendo um efeito muito similar a Lua, ela possui uma distinção quanto a sua própria forma. O Mar está muito ligado à literatura na forma de renovação, quando estamos começando a nos recuperar de algo.

E é esse renascimento, o bucolismo da pouca idade de Mallu e a experiência de Camelo, que marcam uma nova etapa da nossa música. Da mesma forma que eu não conhecia nada da música aos 13 anos, adolescentes, que ainda não conhecem nem ao menos Los Hermanos e a Pitanga de Mallu, estão sendo introduzidos a música brasileira através dos riffs simples desse trio.

Alegria, no final das contas, é tudo o que essa geração precisava – Não se encontra um Mar tão bom quanto esse nos Best Sellers.

Curta mais da série 2014 Define no Música Pavê

Shuffle

Rockologia: Retrospectiva Anos 2000 (Parte 1)
Na primeira parte de sua análise dessa década, Matheus Pinheiro nos conta como o gênero deu a volta por cima em meio ao pop que dominava o mercado fonográfico, com a ajuda de bandas como The Strokes
Conheça: Ordinarius
O grupo carioca coleciona boas e diversas influências, além de elogios por sua versão de "As Long As You Love Me". Agora, ao voltar de turnê na Alemanha, foi lançado um novo clipe
Raissa, em Boas Mãos e Boa Companhia
Cantora curitibana apresenta seu single "Maria", do álbum também produzido por integrantes do O Rappa e músicos dos Mutantes, e faz show com Curumin e Supercolor neste fim-de-semana

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com