Liniker e os Caramelows – Prendedor de Varal

Saiu finalmente o vídeo do projeto Liniker e os Caramelows gravado durante o Music Video Festival, em agosto: Prendedor de Varal vem como uma experiência interativa em 360º. A convite da produção, o Música Pavê compareceu ao evento de lançamento do clipe, onde pôde experimentar vê-lo com os óculos Cardboard, desenvolvido pelo Google.

A imersão é mesmo muito diferente nos dois formatos – com os óculos ou na tela cheia do computador. O que fica evidente em ambos é a escolha de cores e da estética de karaokê, o que combina com aquele aspecto meio nostálgico, meio atemporal da canção, com a simpatia das televisões de outrora decorando os cenários.

Conforme a narrativa engata, existe uma vontade muito grande de conferir dinamismo ao clipe, o que funciona melhor no computador – afinal, é mais fácil apenas ignorar os controles de interatividade e aproveitar as imagens na tela. No caso dos óculos, que por si só já convidam o espectador a mover-se, os giros da câmera podem causar desconforto.

O saldo ainda é positivo e o clipe vem como a inauguração digna na videografia do grupo. A direção é do também estreante Rodrigo de Carvalho.

Avaliação MP:  3.5/5 ★★★½☆ 

Curta mais de Liniker no Música Pavê

Shuffle

The Living Sisters - How Are You Doing
O cineasta francês Michel Gondry comanda a ação deste vídeo com bom humor e a genialidade de sempre
Swedish House Mafia - Greyhound
Clipe do trio sueco foi feito como propaganda para uma marca de vodca e traz uma corrida de cães-robôs em um deserto, que na verdade é uma experiência de realidade virtual que os músicos vivem. Perfeito para quem curte efeitos visuais
Projota + Negra Li - O Homem Que Não Tinha Nada
Com a letra da canção sendo narrada em uma história na periferia de São Paulo, os dois músicos fazem o dueto em cenas em preto e branco com o mesmo drama da faixa

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.