Lana Del Rey – High by the Beach

lana-del-rey-high-by-the-beach

Curto e grosso: High by the Beach não é um vídeo tão terrível quanto muitos dizem, muito menos uma obra incrível como os fãs querem acreditar que seja. E, provavelmente, se trata do pior clipe que Lana Del Rey já lançou, mas isso deve-se também à alta qualidade de seus lançamentos anteriores.

Dirigido por Jake Nava, o videoclipe apresenta a cantora tendo sua privacidade violada por um paparazzo e ela decide cuidar da situação de uma maneira pra lá de violenta.

A narrativa é construída no contraste de cortes curtos de ações repetidas e longos planos com a câmera livre seguindo a moça pela casa, o que prova que o desconforto é proposital. Os efeitos visuais não muito caprichados entram nesse espírito meio “tosco”, meio assumidamente exagerado, o que não é de todo ruim (nem bom, porém).

E como o videoclipe é uma peça de propaganda, High by the Beach obteve seu êxito em parar as redes sociais e veículos sobre música (e, acredite, alguns sobre celebridades) para comentar a produção, o que fez com que a música e o nome Lana Del Rey tenha sido passado pra frente em grande volume, inclusive no boca a boca. Ou seja: Sucesso (ainda que com o bom gosto comprometido).

Avaliação MP:  2.5/5 ★★½☆☆ 

Curta mais de Lana Del Rey no Música Pavê

Shuffle

The Shins - The Rifle's Spiral
Com um excelente uso de stop motion, clipe tira o fôlego ao contar a história de três mágicos veteranos que disputam um coelho com uma novata. Uma animação para entrar na História dos videoclipes
Christopher Owens - To Take Care Of Myself Again
Imagens capturadas pelo próprio músico e compiladas no ritmo da canção revelam o teor pessoal que toda sua obra tem, o que fica ainda melhor ilustrando esta faixa
Steve Aoki + Felix Jaehn + Adam Lambert - Can't Go Home
Uma história de amor que poderia ser igual tantas outras é apresentada com uma característica um pouco incomum, já que um dos membros do casal é nada menos que um chimpanzé

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.