Elton John – This Train Don’t Stop There Anymore

Um dos maiores ícones pop de todos os tempos teve sua juventude revisitada no videoclipe This Train Don’t Stop There Anymore. Nele, o cantor e ator Justin Timberlake interpreta Elton John em uma releitura dos bastidores de um show nos anos 70.

Elton, com seu visual icônico, não é difícil de ser caracterizado, mas Justin conseguiu humanizar o cantor britânico nas mudanças de estado introspectivo para o comportamento em público. Vale lembrar que isso é ainda mais difícil quando o vídeo é gravado em alta-rotação, já que a música e toda a ação acontece mais rápido para que quando normalizada aos 25 frames por segundo, tudo pareça estar em câmera lenta. Ou seja, ele teve que cantar a música em velocidade acelerada e atuar assim.

A direção coopera para um bom resultado da atuação quando aproxima a câmera nesses momentos de introspecção e assiste como um voyeur à toda a situação. No fim, Elton abre uma porta onde há uma orgia e neve (símbolo para cocaína), mas decide fechá-la e entrar no palco, o que ilustra a letra da música sobre olhar para o passado e reavaliar o presente.

Veja mais clipes de música pop no Música Pavê

Shuffle

Michael Kiwanuka - Black Man In A White World
Vídeo evidencia o caráter grandioso da música ao retratar o protagonista em uma pegada lúdica com uma estética que dialoga muito bem com "Alright", de Kendrick Lamar
The Kills - Heart of a Dog
Alison e Jamie são vistos sob uma estética de "colagem" de cenas aleatórias que parece evocar o espírit da linguagem dos videoclipes de décadas atrás, com direção de Sophie Muller
Jim James - Here In Spirit
Músico do grupo My Morning Jacket é visto em paralelo com três pares de pessoas encontrando amparo em produção que promove diferentes projetos sociais

Curtiu? Comente!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.