Três projetos de financiamento coletivo para você apoiar

joao-capdeville-crowdfunding

O início de um novo ano estimula as pessoas a investirem em ideias e colocarem em prática projetos que antes estavam no papel. Como dizem que “a vida imita a arte” (e vice-versa), alguns artistas têm em 2016 uma esperança de tornar possível o trabalho na música. Para isso, apostam no crowdfunding, uma forma de o público investir numa ideia em troca de recompensas futuras.

O duo AnaVitória, formado por Ana Caetano e Vitória Falcão, por exemplo, lançou no Catarse um financiamento coletivo para viabilizar a gravação e distribuição do primeiro disco das duas. Para Ana, a ação é uma oportunidade de abrir espaço para algo novo. “Tem a gente de cá, querendo dividir toda nossa verdade e sonhando com isso e as pessoas do outro lado, que se identificaram com o que já propomos no EP e esperam o disco acontecer tanto quanto a gente.”, declara. As retribuições para quem contribuir vão desde um CD envelopado até a um pacote com duas dezenas do mesmo com agradecimento no encarte. A meta é de 48.000 e o prazo para arrecadarem o valor termina em 34 dias. “É uma oportunidade linda de abrir espaço pra algo novo e pra tanto amor que vem aí”.

A pré-venda de um segundo álbum é o propósito que banda Plutão Já Foi Planeta pretende alcançar com uma campanha na plataforma Kickante. “A intenção é contar com o apoio daqueles que gostam da banda e acompanham nossa trajetória.”, aponta Sapulha Campos, um dos integrantes do grupo. Para ele, no cenário independente é díficil caminhar sozinho. “Juntos, com o público, somos mais fortes e pedimos esse apoio pra realizar esse trabalho e levar a música potiguar pra vários lugares”, finaliza. Com meta de 5.000 e 46 dias restantes para totalizá-lo, a lista de recompensas conta com CD físico do álbum Daqui Pra Lá, camisas e brindes da banda, pocket shows, etc.

A MPB também tem espaço garantido em campanhas de financiamento coletivo, sendo bem representada pelo músico João Capdeville, que, por meio da Benfeitoria, almeja possibilitar a gravação de um videoclipe e a produção de mil cópias físicas do EP Pausa. João ainda destaca outras características importantes de um financiamento do tipo: “Vejo nesses projetos uma ótima forma de interação entre artista e público, pois numa campanha de crowdfunding estão envolvidos por um mesmo propósito e acredito que queiram aquilo da mesma forma”, conclui. Serenatas, agradecimentos, oficinas e muitas outras retribuições são oferecidas àqueles que investirem no projeto. O valor estabelecido na campanha é de 2.500, a ser atingido até 21 de fevereiro.

Shuffle

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com