O Melhor Ano do Foo Fighters

Completando 17 anos de carreira em 2011, o Foo Fighters se consagrou como uma das maiores bandas da era Pós-Grunge, com toda vitalidade e força que uma boa banda de Rock’n’Roll que se preze sempre tenta alcançar.

Em 1994, ao decidir seguir carreira na música, se arriscando nos vocais e nas cordas estridentes de uma guitarra ao invés das baquetas, Dave Grohl chega em 2011 sabendo que onde quer que esteja, Kurt Cobain se sente orgulhoso pelo amigo, que não abandonou sua paixão pela música, formando uma excelente banda e que lhe rendeu muitos frutos durante todos estes anos de estrada. Na companhia de exímios músicos, entre eles Pat Smear, ex-Nirvana e Taylor Hawkings, o Foo Fighters fez esse ano ser o mais marcante de sua história ao lançar o disco Wasting Light e o documentário Back And Forth, que conta em detalhes a história da banda.

Lançado em Março deste ano, o sétimo álbum de estúdio do Foo Fighters foi bem recebido pelos fãs e pela crítica ao redor do mundo, sendo considerado com um dos melhores albúns já produzidos pela banda. Toda essa recepção positiva se deveu à decisão de Grohl de gravá-lo em fita, como eram gravados os discos nos anos 1990 e dentro de sua própria garagem, trazendo de volta todas as memórias e bons momentos do início de carreira. Com uma produção minuciosa, e nas mãos do aclamado produtor Butch Vig, o álbum repleto de canções enérgicas como Rope e baladas dignas de uma excelente interpretação hollywoodiana de Grohl e sua trupe nos videoclipes, o disco alcançou o topo das paradas em mais de 20 países pelo mundo. O álbum foi disponibilizado pela Internet por Dave e foi documentado durante todo o processo de gravação, dando origem ao filme Back and Forth.

Hot Buns (videoclipe)

O sucesso significativo do lançamento de Wasting Light não pareceu o limite para o Foo Fighters  pois o lançamento do documentário fechou com chave de ouro a frutífera caminhada da banda. Narrando a história da banda de forma detalhada, desde o seu surgimento até as gravações do disco mais recente, o documentário foi uma espécie de ritual de passagem, registrando a invejável história da banda, nos seus 17 anos de carreira.

Após alguns períodos turbulentos e outros mais produtivos, o Foo Fighters se consagrou em 2011 como uma das bandas de maior impacto na história do Rock e na música popular mundial, tendo feito sua brilhante carreira se tornar conhecida de forma estável ao longo desse ano. Em recente carta publicada no site oficial da banda, Dave Grohl agradece à todos os fãs e demais pessoas que fizeram com que a banda chegasse ao posto em que se encontra, o mais alto de toda sua história, apenas usando a velha receita de como se faz um Rock’n’ Roll.

Walk (ao vivo no Live on Letterman)

 

Veja mais de Foo Fighters e da série A Cara de 2011 no Música Pavê

Shuffle

Entrevista: Apanhador Só
A banda gaúcha, uma das que mais marcaram nosso ano, topou responder em vídeo sete perguntas feitas pelo pessoal que acompanha nosso site enquanto prepara seu segundo álbum
Como Gostar Ainda Mais de Música (Agora É Sério)
Se você achou que nosso primeiro guia para ampliar seu apreço musical muito básico, se prepare. Passe por este nosso desafio e veja seu amor pela arte aumentar ainda mais
Cinco Artistas para Gostar Ainda Mais de Música
Cedo ou tarde, você se dá conta de que ouvir música pode ir muito além do "gosto" ou "não gosto", e estes músicos nos ajudam a entender as muitas qualidades que um trabalho traz

Curtiu? Comente!

One Comment on “O Melhor Ano do Foo Fighters

  1. Belíssimo resumo do ano, caro amigo! Bem caloroso!
    E que venha Dave e sua trupe em 2012! 😀

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com