Entrevista: Adriano Cintra

adriano-cintra-entrevista

Adriano Cintra firmou-se como uma das figuras mais ativas nos bastidores da música contemporânea brasileira como produtor sem deixar de dar as caras também em frente as câmeras (e os microfones etc.).

Nesta semana, o músico ganha destaque também em outra função, como curador do Music Video Festival, evento que acontece nos dias 6 e 7 de junho no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo.

Às vésperas do evento, o Música Pavê bateu um papo rápido por email com o cara sobre clipes e sua carreira.

Música Pavê: Existe diferença pra você no que define um videoclipe que você gosta e um videoclipe bom para a programação de um festival?

Adriano Cintra: Sim, a escolha dos videoclipes depende muito da proposta da curadoria do festival. Para o Music Video Festival, assisti quase quatrocentos clipes e votei neles seguindo os critérios predefinidos pelo festival. Inclusive, havia clipes que eu gostava muito e, seguindo os critérios do festival, fui obrigado a dar uma nota menor do que eu daria se o quesito fosse meu gosto pessoal.

MP: Os vídeos do Madrid e do seu disco solo, principalmente, tem uma coesão visual muito forte. Essa parte visual surge junto com a criação musical?

Cintra: No meu caso, sim, eu gosto muito de me envolver na concepção dos clipes.

MP: Qual seu nível de controle criativo nos vídeos dos seus projetos?

Cintra: Eu tenho controle total, me envolvo e direciono tudo.

adriano-cintra

MP: Eu revi os clipes de Let’s Make Love… e Alala que eu lembro de ter gostado muito quando saíram (e são do mesmo diretor, Cat Solen) e acho que eles envelheceram muito bem. O que você acha que faz um videoclipe transcender o período em que ele é feito e não ficar datado?

Cintra: São meus dois vídeos preferidos do CSS. Talvez vídeos que não chafurdem na lama do clichê de seu tempo sobrevivam melhor com o passar dos anos.

MP: De todos os videoclipes dos seus projetos, qual é o seu preferido?

Cintra: Gosto muito dos três clipes do Madrid, não conseguiria eleger um preferido. Tenho orgulho igual dos três. E amo o clipe de Animal que a Terry Crew fez pra mim. Não ousaria eleger um preferido.

MP: Se você pudesse chamar qualquer diretor pra fazer um clipe seu, quem seria?

Cintra: Cody Critcheloe do Ssion. Mas ia querer que ele fizesse o clipe com o menor budget possível, sou muito fã dos primeiros clipes dele, quando era tudo feito de papelão com os amigos atuando.

Curta mais entrevistas exclusivas no Música Pavê

Shuffle

Cinco Bandas Para Entender a Música Brasileira de Hoje
Dê o play e comprove: Estas músicas se parecem muito com o que é feito no Brasil em 2013 - e isso não é à toa, já que foram elas que trilharam o caminho para os novos nomes
Damon Albarn - Lonely Press Play
Músico capturou diversas imagens durante viagens através de um tablet e construiu um videoclipe que segue a mesma proposta melancólica e a mensagem da faixa
Entrevista: Nobat
Para comentar o lançamento de seu segundo álbum, "O Novato", que sai nesta sexta (6 de novembro), o Música Pavê conversou com o músico mineiro sobre sua carreira

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com