Thirty Seconds To Mars – Up In The Air

30 seconds to mars

Quando ouvimos falar de clipe do 30 Seconds to Mars, podemos esperar que coisa boa vem por aí. Ainda mais quando você descobre que o vídeo conta com a participação de, ninguém mais, ninguém menos, que Dita Von Teese.

Até mesmo antes de dar o play, sabemos que algo muito bom está por vir e, por incrível que pareça, os primeiros segundos do clipe já mostram que ele será ainda melhor que o esperado. Várias imagens aparecem rapidamente e depois se desenvolvem melhor.

Logo quando a música começa, parece que a imagem de Dita será foco central do videoclipe. Em um galpão bem cinzento, ela aparece inteira de rosa, com muito brilho em um touro mecânico, também rosa, é claro.

Porém, logo após o primeiro refrão, quase imperceptivelmente, as coisas mudam. Esgrima, um homem rodando loucamente em um bambolê gigante, Jared Leto vestido de cabelo preso, despido de cabelo solto, ginástica rítmica, uma loirinha de dente separado e Dita Von Teese deitada no touro, também despida – graças a Deus.

As imagens vão se sobrepondo e efeitos de slow motion e de repetições não foram economizados. Eis que então uma das imagens mais impactantes do clipe aparece: uma mulher muito, muito gorda, aparece de biquíni dançando em câmera lenta.

O vídeo passa aquela impressão de que tudo pode ter um toque de beleza se for olhado com calma e se for feito com liberdade. É claro que existe muito contraste entre a cinturinha de Dita Von Teese e a mulher de biquíni, mas é esse o foco, talvez?

Falando em Dita Von Teese, cadê ela? Pois é, ela já não é mais o ponto forte do clipe. Agora cada um tem seu espaço e toda a beleza aparece de alguma forma. Até que as imagens param e retrocedem e então um grupo de jovens ficam guerreando com pó colorido. Essa parte fica meio confusa, algo do tipo: “ok, e o que está acontecendo agora?”, mas não sabemos. Sabemos que, no meio dessa guerra, o clipe termina.

O videoclipe, dirigido pelo vocalista Jared Leto, tem alguns traços característicos da banda, como a utilização de animais. Em Up in the Air, aparece um leão, zebras (várias zebras) e até um lobo. Outra referência a um clipe anterior é um homem em uma super bicicleta que está entre os lutadores de pó colorido.

Mais um ponto, que não é novidade, mas vale a pena ressaltar, são as roupas usadas pelo trio: botas, sobretudos, camisas e chapéu. Os looks impecáveis e harmônicos fazem com que os três acabem se destacando em meio de tantas imagens impressionantes.

Porém, nem tudo são flores e, algum ponto negativo tinha que aparecer em algum lugar. Neste caso é a coerência da letra com o vídeo: infelizmente, não há nenhuma. Mas entre tanta coisa boa e Dita Von Teese, quem irá prestar tanta atenção nisso?

Avaliação MP:  4/5 ★★★★☆ 

Curta mais de Thirty Seconds to Mars no Música Pavê

Shuffle

Cinco Covers Respeitáveis de Músicas Vergonhosas
Ben Howard é um dos músicos que conseguiram tornar canções pop bobinhas em faixas que valem a pena ser ouvidas - no caso dele, uma versão de Call Me Maybe
Cloud Nothings - Psychic Trauma
Vídeo coloca a banda de Dylan Baldi em um quarto de hospício, enquanto a câmera passeia pelo ambiente claustrofóbico e nos mostra um delírio que segue a progressão da música
LaBaq - Vida que Segue
Cantora marca nova fase de sua carreira deixando para trás os dreads que sempre foram parte de sua identidade em uma ação que ilustra bem a música

Curtiu? Comente!

One Comment on “Thirty Seconds To Mars – Up In The Air

  1. Pingback: MTV anuncia os indicados ao VMAs 2013 : Música Pavê

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com