Reptile Youth – Be My Yoko Ono

reptile youth

Com a ajuda de 37 estudantes de Estocolmo, a diretora Lucy McRae entregou um trabalho brilhante para Be My Yoko Ono, da dupla dinamarquesa Reptile Youth – um clipe à altura da música, também excelente.

Nele, os músicos tem sua imagem desconstruída e reconstruída em um processo quase artesanal, tudo sob um visual pra lá de bacana e sempre muito bem humorado, características marcantes dos trabalhos escandinavos contemporâneos.

O clima metalinguístico ao final da produção dá um tom ainda mais amigável à obra, quando podemos conhecer quem são os rostos por trás das mãos que aparecem no vídeo e parte das gravações.

Avaliação MP:  4.5/5 ★★★★½ 

Shuffle

Fun. - Some Nights Intro
A faixa de abertura do disco ganhou um clipe que mostra uma apresentação da banda em uma festa, sem nada que impressione muito, mas o final sugere que o verdadeiro videoclipe, o da música Some Nights, pode estar por vir em breve
Paul McCartney - My Valentine
O próprio ex-Beatle dirige a produção que conta com Natalie Portman e Johnny Depp no elenco interpretando a canção em linguagem de sinais, enquanto a câmera transforma a musicalidade em vídeo
Corinne Bailey Rae - Hey, I Won’t Break Your Heart
Universo do riso, representado por referências circenses, equilibra o nível melancólico da canção e da interpretação para a câmera que a cantora dá abreçada pelo flare

Curtiu? Comente!

One Comment on “Reptile Youth – Be My Yoko Ono

  1. Pingback: Os Mais Lidos e Vistos de Janeiro/2013 : Música Pavê

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.