Jason Mraz – I Won’t Give Up

40 dias depois de lançar a música I Won’t Give Up, o norte-americano Jason Mraz divulgou o clipe oficial da faixa que anuncia seu quarto disco, Love is a Four Letter Word.

Com uma fotografia caprichada, o diretor Mark Pellington tentou comover ao mostrar como pessoas sofridas (com cicatrizes, próteses ou apenas lágrimas mesmo) conseguem amar e ser amadas – consequentemente, felizes. Pra isso, ele usou bastante contra-plongée (câmera abaixo do objeto, apontada para cima) e sequências das pessoas subindo escada ou um morro, o que ressalta algum aspecto positivo, ou progresso.

Pena que é um tema tão batido e piegas, o que resultou em um clipe muito bobo. Pode até comover um ou outro, mas a maior parte da população vai ficar com aquela cara de “e daí?”. E Mraz ficou a cara de Eddie Vedder com esse visual mais desencanado.

Avaliação MP:  2/5 ★★☆☆☆ 

Curta mais de Jason Mraz no Música Pavê

Shuffle

Daniel Bedingfield - Rocks Off

Dono de hits da cena pop dance dos anos 2000 agora se lança em nova fase da carreira, independente e aproximando seu som dançante do Indie Pop. A mudança na sua sonoridade é marcada por este clipe carregado de erotismo

Banks - This Is What It Feels Like

A mais nova queridinha do pop eletrônico mostra suas batidas e sensualidade em clipe simples, mas muito bonito, que nos deixa prestarmos boa atenção nela e na música

Alanis Morissette - Big Sur

Com belas imagens de paisagens, a cantora solta a voz e interage com a câmera sob uma fotografia bonita e aproveita para fazer referência a um de seus clipes mais famosos

Curtiu? Comente!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Clipes por estilo

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.