George Michael – White Light

Para lançar o seu primeiro single após uma pneumonia que quase o matou, George Michael convocou o diretor Ryan Hope para uma obra em que a bela Kate Moss aparece como uma espécia de anjo da morte que decide o futuro do cantor, visto aqui entre vida e morte, real e sobrenatural.

White Light é uma super-produção com muitos momentos (alguns muito mais interessantes que outros), cenários e figurantes – além da presença da modelo – em uma proporção que chega a parecer exagerada de tão grande. O diretor soube orquestrar todos os elementos, mas fica a impressão de que a obra propõe-se a ser muitas coisas ao mesmo tempo, principalmente um clipe dance/pop, e acaba tratando o tema da morte (aliás, um pouco denso demais para uma música feita para as pistas) com certa levianidade.

Avaliação MP:  3.5/5 ★★★½☆ 

Curta mais de George Michael no Música Pavê

Shuffle

Vivendo do Ócio - Eu Gastei
Um pesadelo serve de pano de fundo para uma piração visual bem dinâmica e divertida que marca o curtinho videoclipe feito por Luca Bori, o próprio baixista da banda
Domenico Lancellotti - Cine Privê
O instrumentista e poeta visual lança o videoclipe para a faixa que dá nome ao seu elogiado álbum, usando o ambiente urbano para fazer metáforas sobre o corpo humano
Silva + Marisa Monte - Noturna (Nada de Novo na Noite)
Parceria entre os dois músicos ganhou produção que retrata ambos no estúdio e revela um pouco dos timbres que ouvimos na faixa, presente no disco "Silva Canta Marisa"

Curtiu? Comente!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.