Coletânea: Michel Gondry

Não é à toa que Michel Gondry é: 1. Um favorito entre os amantes de videoclipes; 2.Referência no cinema internacional contemporâneo, com filmes como Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (foto); 3. Um dos nomes mais citados aqui no Música Pavê desde o nosso surgimento. Esse diretor francês faz barulho há mais de duas décadas com seu trabalho visionário e inventivo, geralmente inspirado por assuntos referentes à mente e aos sonhos, criando obras que utilizam o melhor da linguagem audiovisual para reproduzir aquilo que vemos quando dormimos. Estes são apenas sete exemplos de bons trabalhos dele, mas tem muito mais espalhado aqui no site. Curta mais do trabalho do diretor através da tag Michel Gondry.

The Rolling Stones – Like a Rolling Stone (1995) – Um de seus clipes mais famosos é o da cover dos Stones pra esse clásico de Bob Dylan. No vídeo, a atroz Patricia Arquette passeia pelas ruas de Londres quimicamente alterada após uma noite na cidade com a banda. Um videoclipe que marcou época com seus efeitos visuais – que ainda hoje, mesmo sem trazer muita novidade, ainda sabem impressionar.

Radiohead – Knives Out (2001) – Aqui, Gondry faz um estudo de como a mente captura e correlaciona informações – um de seus temas favoritos – que vão desde exageros de detalhes a referências da infância, tudo isso pra mostrar um momento na vida de um casal que os dois tem a chance de rever para superar a relação. Mais ou menos o processo que Joel e Clementine passam em Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças.

The Polyphonic Spree – Light and Day (2004) – Por falar em Brilho Eterno, o diretor foi o responsável também pelo clipe feito para promover o filme, com essa música que também está na trilha sonora. Sabe aquele vídeo com várias cenas do filme? Pois é, ele deu um jeito de conferir uma certa “estranheza” a essa simples ideia.

The Vines – Ride (2004) – O que começa como um aparente clipe comum logo adquire proporções megalomaníacas nas mãos de Gondry. A atmosfera “garageira” do indie rock é mostrada aqui com a banda sendo acompanhada por um grande grupo de músicos que tocam em conjunto a mesma música. É uma ideia ao mesmo tempo simples e complexa, muito bem executada.

Massive Attack – Protection (1995) – Outro ótimo exemplo da megalomania do diretor é esse clipe do grupo de trip hop britânico que também marcou época em seu lançamento. Nele, a câmera passeia pelo cenário mostrando o que acontece dentro dos apartamentos.

Lenny Kravitz – Believe (1993) – Este clipe pode parecer um pouco mais tímido do que os outros dessa coletânea, mas “tímido” para Gondry significa muitas sobreposições e simulações de gravidade zero. O vídeo traz muitos elementos que lembram o que ele fez anos depois com alguns clipes de Björk.

Mia Doi Todd – Open Your Heart (2010) – Pra fechar a coletânea, um trabalho muito bacana que ele fez de orquestração de pessoas e cores, mais uma daquelas ideias simples e ao mesmo tempo complexas que ele é mestre em fazer acontecer.

Curta mais de Michel Gondry e outras Coletâneas de clipes aqui no Música Pavê.

Shuffle

All Folks Fest tem Segunda Edição em São Paulo
O evento que celebra a produção do gênero em São Paulo convocou um time de peso para sua segunda edição, que mostrará mais da criatividade, melancolia e riqueza melódica da cena alternativa paulistana no dia 14 de abril
Galeria de Fotos: Lana Del Rey
Veja todos os ângulos da moça que conquistou seu lugar no show business com seu misto de sexo, drogas e vintage pop em diversas fotos feitas ao longo de sua ainda recente carreira
The Flaming Lips - Nidgy Nie
Pense em um videoclipe que seria exatamente o que qualquer um esperaria de Wayne Coyne e companhia. Pois eis o maior exemplo do estilo da banda

Curtiu? Comente!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com