Alt-J – Left Hand Free (Versão 2)

alt-j-left-hand-free-versao-2

Alt-J parece ser uma banda bem insatisfeita. Primeiro, deixou o triângulo no nome de lado (o que dá pra entender, já que era difícil de digitar e imprimir pra muita gente, imagino). Daí, Every Other Freckle ganhou um “clipe duplo” e Fitzpleasure recebeu não só um, mas dois vídeos. E agora foi a vez de Left Hand Free receber um segundo tratamento nas telas.

Se o videoclipe anterior mostrava um grupo de jovens se divertindo em um dia de verão, este faz a mesma coisa, mas troque o lago por uma piscina em uma pequena mansão e coloque alguns seguranças em volta. Não é uma situação qualquer e, se não nos é explicado o que está acontecendo exatamente, já sentimos logo de cara que algo está pra acontecer.

A faixa tem uma tensão interessante mesmo, algo que sabe quando extravasar e quando se conter, daí mostrar um pessoal com pouca roupa e muitos hormônios em atividade ser uma boa ideia, principalmente com o recurso da câmera lenta. E ainda o fator surpresa no curto clímax antes do fim, que nos lembra que a banda, mesmo que insatisfeita, não está pra brincadeira quando o assunto é causar impressão.

A direção é de Scott Cudmore e Michael Leblanc.

Avaliação MP:  4/5 ★★★★☆ 

Curta mais de Alt-J no Música Pavê

Shuffle

The Weeknd - Twenty Eight
Com direção do renomado Nabil, o cantor de R&B eletrônico ganhou um videoclipe denso e sombrio que parece não querer contar sua história de uma só vez, de tão intensa que ela é
Tiê - Ando Meio Desligado
Passagem da cantora por Buenos Aires rendeu um videoclipe para sua regravação deste clássico da banda Os Mutantes, com cenários outonais e fotografia quentinha
tUnE-yArDs - Water Fountain
Música de cunho existencialista é apresentada em um universo de programa infantil, com Merrill Garbus em meio a bonecos, figurantes e uma bela direção de arte

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.