Temples – Certainty

por André Felipe de Medeiros @

De situações monocromáticas a animações muito coloridas, quarteto britânico entrega obra sempre dinâmica para revelar o single e anunciar o lançamento de seu segundo disco

Ler mais

Wilco – Someone to Lose

por André Felipe de Medeiros @

Com grande liberdade criativa (como as melhores animações costumam ter), stop motion conta pequena história fantasiosa que une dois mundos através de bolos

Ler mais

The Flaming Lips – The Castle

por André Felipe de Medeiros @

Plano sequência com interferências em animação consegue dar conta da difícil missão de ilustrar a letra da música de forma literal, e faz isso sem perder o clima da canção

Ler mais

Shugo Tokumaru – Lift

por André Felipe de Medeiros @

Obra de contrastes entre o que é animado e o que é estático, além do monocromático versus o multicolorido, vem como mais uma prova do primor que o músico trabalha seus vídeos

Ler mais

Ale Sater – Pipa

por André Felipe de Medeiros @

Stop motion simples acompanha o espírito pueril do tema da canção e apresenta formas geométricas que interagem umas com as outras e recebem interferências em desenho

Ler mais

Naked Girls and Aeroplanes – Going Down

por André Felipe de Medeiros @

Animação em preto e branco acompanha o novo tom que o som do projeto apresenta em seu mais recente EP, com uma certa expansão do universo folk de outrora

Ler mais

Led Zeppelin – What Is and What Should Never Be

por André Felipe de Medeiros @

Belíssima animação vem para promover coletânea com raridades da lendária banda e promove uma interessante experiência visual na qual as guitarras tornam-se também surrealistas

Ler mais

Two Door Cinema Club – Bad Decisions

por André Felipe de Medeiros @

Banda irlandesa é transformada em animação para um passeio pelo universo dos games, de jogos de corrida aos de luta, em videoclipe que mistura diferentes estéticas e técnicas

Ler mais

Pixies – Tenement Song

por André Felipe de Medeiros @

Banda continua em animação aquela estética que perdura desde a década de 1990 com as cores fortes e o alto contraste para narrar um pouco do que ouvimos nesta música

Ler mais

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com