/remix4


remix4

O quarto lançamento da série /remix fez a ponte aérea Rio-SP para unir Brunno Monteiro e Márcio Lugó, que pegaram os arquivos de áudio um do outro para recriar suas músicas, que podem ser baixadas gratuitamente no Música Pavê.

Brunno conferiu peso (“uma mistura de Nação Zumbi e Portishead com Sonic Youth e Nirvana”) a Tsunami, do álbum Liberdade Aparente, que Lugó lançou em 2014. Já ele pegou Se Entender, faixa do disco Ecos da Rua (2012), e despiu a música em uma ambientação ainda mais minimalista. Juntas, as músicas formam um single de dois lados bem definidos que se completam – lados A e B, arroz e feijão, Rio e São Paulo -, em uma bela amostra da música brasileira contemporânea.

Veja também:

/remix, com Cícero, Onagra Claudique, Baleia, César Lacerda, Jan Felipe e Ventre

/remix2, com Fernando Temporão, Nevilton, Selton e WALLA

/remix3, com Monoclub e Jonas Carping

remix4_baixeaqui

///Márcio Lugó

O músico paulistano vem conquistando cada vez mais público por todo o país com suas canções sinceras, que dialogam bem com a música contemporânea sem apego a estilos muito específicos.

No Música Pavê: Entrevista | Lançamento Sou Assim Ao vivo no MUBE

Na Web: Site | Facebook | Instagram

Original

Remix

/// Bruno Monteiro

Nascido e criado no Rio, o cantor e compositor (e biólogo!) pega inspiração dos lugares por onde passa e une Rock e MPB em um trabalho que reflete bem o tipo de som feito na capital carioca hoje em dia.

No Música Pavê: EntrevistaArte de Ecos da Rua | Cover Cazuza

Na Web: Site | Facebook | Instagram

Original

Remix

Veja também:

/remix, com Cícero, Onagra Claudique, Baleia, César Lacerda, Jan Felipe e Ventre

/remix2, com Fernando Temporão, Nevilton, Selton e WALLA

/remix3, com Monoclub e Jonas Carping

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.