Sombrio e Cortante: Steady Holiday em “Nobody’s Watching”

Um ambiente sombrio e uma voz cheia de névoa. Enquanto ninguém está assistindo, Dre Babinski, nome à frente de Steady Holiday, alcança espaços melancólicos e tenebrosos com muita facilidade. As realidades criadas pela cantora são palpáveis e sensoriais.

Depois de lançar Under the Influence (2016) e o EP Terror (2017), a violinista e guitarrista, apresenta Nobody’s Watching (2018), seu segundo disco, que vem cheio de sombras e personagens que tentam sobreviver aos comandos que inundam as canções. A cantora cria um sistema próprio, uma sociedade própria para evidenciar os males da vida moderna. Os indivíduos são gerenciados, chefiados, por terceiros.

A unicidade e originalidade do disco dialoga com a estética que Dre vem construindo. Os tons de seus clipes afirmam a atmosfera fantasmagórica que rege sua obra.

Nos vídeos que já saíram, vemos a predominância de tons amarelos, verdes e vermelhos. Ambientes pouco iluminados onde tudo acontece de forma muito vagarosa. A lentidão, atrelada aos movimentos calculados, faze dos clipes um grande elogio ao tempo. Cenas que marcar o que acontece quando ninguém está olhando: a vida em um ritmo deslocado.

Steady Holiday projeta nuances ao apresentar o compasso da bateria de forma marcada, além de estabelecer um  jogo de vozes, e explora o uso do reverb nas guitarras de maneira consciente, em prol de sua sonoridade. Esse ressoar acaba por trazer elementos característicos ao trabalho.

O projeto é um ressoar dos desejos de Babinski. Depois de passar por diversas bandas de Los Angeles, a compositora decidiu dedicar-se as suas letras. Com sua voz suave ela é capaz de nos colocar em uma armadilha, como o grito que surge em Trapping Season, “the scream it lead me to the trap”.

Seja como for, não é difícil se deixar envolver pela atmosfera que gira ao redor dessa cantora. Um feitiço parece ser lançado: uma voz capaz de enebriar. O som de Steady Holiday é suave, mas não é inofensivo ou inocente.

Shuffle

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com