Sobre o Novo Disco da Céu

Caravana Sereia Bloom poderia ser mais do mesmo na carreira da cantora, no entanto mostra-se vida e inquietude em não ser apenas um registro, mas ser universal e ter a liberdade de ser analisado da maneira que você quiser.

Céu é aquela artista com a qual você simpatiza mesmo sem ter prévia alguma de sua obra, detalhe que ocorre não por uma simpatia gritante – até porque devido à sua característica reservada, isso se torna impossível identificar. Acredito que a conduta de se manter distante de qualquer aparição desnecessária é ditada pela paixão que sente por seu ofício, o que diretamente faz a gente manifestar interesse em suas canções.

Portanto, quase nem ouvimos falar da cantora ao longo do ano, só quando ela está lançando um novo álbum, como agora, que recentemente saiu o seu terceiro trabalho, Caravana Sereia Bloom.

caravana sereia bloom

Após o excelente Vagarosa, a morena dona de uma voz ímpar chega usando a mesma fórmula, apostando no mesmo swing, melodia e arranjos – porém, podendo abrir espaço para mais detalhes que vão de acordo com cada percepção. Se eu fosse identificar, definiria o disco com uma palavra somente: está mais trip, visto já pelo nome do álbum. Esse terceiro registro se torna um excelente companheiro sonoro para viagens.

A sua atmosfera diz muito sobre estar em movimento, sentir a brisa do vento ou andar à deriva tentando encontrar a sua essência. “A mente não para, distraindo o tempo”, um dos dizeres da canção Contravento que pode levar os ouvintes a diferentes mundos.

Ouvindo o disco inteiro, as canções naquela ordem, apesar de muitas delas serem até densas em compensação como são arrastadas, trazem consigo uma intensidade que fazem de Caravana Sereia Bloom uma obra ofegante, na qual pouco se respira. Quem tem o antecedente de gostar do trabalho da cantora vai se encantar. O grande mérito é fazer dançar ao mesmo tempo em que emociona, sem falar que as músicas sobrevivem mesmo quando acabam. Se tornar ruído, estabelecendo relação com os seus ouvintes, fazem dessa garota um passo à frente em relação as suas companheiras de ofício.

Retrovisor

Curta mais de Céu no Música Pavê

Shuffle

¡Que Guapo! Zelig e boas novas catalãs
Várias novidades sobre bandas que já curtimos e uma nova sugestão além-fronteira: a portuguesa Zelig
Cover: Pélico canta Caetano Veloso
"Você Não Entende Nada" ganhou versão gostosa e respeitosa pelas mãos do músico paulistano, enquanto o próprio Caetano também apresenta leitura contemporânea da faixa
Faixa a Faixa: Boogarins - "Manual"
Segundo trabalho da banda ganha comentários de parte da equipe do site após ter conseguido chamar tanto de nossa atenção nos últimos dois anos, e tem todo esse respeito renovado com a obra

Curtiu? Comente!

One Comment on “Sobre o Novo Disco da Céu

  1. Pingback: Resumo da Semana: 26-30/03 : Música Pavê

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com