¡Que Guapo! Standstill na série Concerts Privats

Barcelona, 11 de abril de 2011. 21h. Nota: 8.5.

Há aproximadamente dois anos, a produtora Minifilms, com a colaboração da Xarxa de Televisions Locals (Rede de Televisões Locais) da Catalunha, criou a série Concerts Privats, para a qual todo mês um grupo de música catalão grava um show em pequeno formato, dentro da proposta La Malla Tendències.

Segundo Ramon Balagué, proprietário da Minifilms, quando a série nasceu, ninguém era consciente de que a música catalã se aproximava do melhor momento da sua história e o objetivo era entrar no mundo dos músicos mostrando suas relações com seu espaço, seus amigos e seu público. Mais de 250 vídeos depois, Balagué decidiu abrir as portas do programa aos fãs e 15 deles são convidados todo mês após um sorteio a participarem das gravações.

Na semana passada, o Música Pavê foi assistir à apresentação de Standstill, gravada na Fundação Miró, onde está a exposição Genius Loci, sobre a produção musical em Barcelona nos últimos anos. Dentro de um tipo de aquário gigante, Enric Montefusco, Ricky Lavado, Ricky Falkner, Piti Elvira e alguns músicos convidados recriaram partes do antológico show no Palau de La Música, que em versão intimista se atulhou de magia.

Standstill é a proposta de música pop conceitual (com nuança operista) mais importante da Espanha, e uma das mais interessantes em escala mundial. Depois do elogiado Vivalaguerra (Buena Suerte, 2006), o grupo se dedicou a um salto ao abismo criativo e retornou em 2010 com Adelante Bonaparte (Buena Suerte): três EPs (vem em um bonito box estilo artesanal) que somam 20 canções.

As canções se organizam em três períodos da vida do protagonista: no primeiro disco, a infância, que chega até nós por meio de nostálgicos recortes da memória; no segundo, a adolescência é revelada imersa em introspecção, dúvidas e medo; e no terceiro, a chegada do amor, reconstruindo o sentido da vida e trazendo a esperança para continuar.

Toda esta narrativa é embalada e suspendida no ar por experimentações sonoras ousadas, que às vezes beiram a agressividade (e expõem resquícios do passado post-hardcore da banda), porém curiosamente nos levam sem enganos ao manancial da sensibilidade.

O efeito deste conjunto ao vivo é surpreendente. É impossível se manter alheio. Lembrou-me de uma frase que ouvia da minha avó: “Porrada e carinho são o melhor remédio ou professor”. Justamente senti isso durante o Concerts Privats com Standstill: o grupo descobriu as doses exatas de rigor e brandura (porrada e carinho) necessárias para elaborar um plano perfeito de fuga em direção ao futuro (“Me voy a inventar un plan para escapar hacía adelante”).

Adelante Bonaparte – I. Algunos recuerdos significativos de B.

Todos de pie (prefacio)
Hombre araña
La familia inventada
Cosquillas no (esta niña me gusta)
Vida normal
B. observa los fuegos artificiales
Madre ternura
Adelante Bonaparte (I)

Adelante Bonaparte – II. B. pasa de querer comerse el mundo a esconderse en una pequeña parcela
Adelante Bonaparte (II)
Cobarde Pecador
El resplandor
La hora del acuario
Moriréis todos los jóvenes
Sálveme quien pueda

Adelante Bonaparte – III. El corazón de B. despierta
Cuando ella toca el piano
Ayer soñé contigo
Hay que parar
Elefante
El caminet
Canción sin fin (epílogo)

Leia mais da coluna ¡Que Guapo!

*Fotos de Cristina Saéz

Shuffle

Cover: Corinne Bailey Rae canta Led Zeppelin
A bela cantora britânica de pop e soul faz uma versão emocionada do hit de uma das maiores bandas da história do rock mundial
Rockologia: A Irlanda se reinventa com o U2
Banda se tornou símbolo nacional e levantou a moral do país que passava por uma crise econômica nos anos 80
Cinco Músicas Brasileiras Mais Bonitas de 2014
Surpreendentes e de uma beleza que você percebe imediatamente, mas que só aumenta com o tempo: Estas são as faixas em nosso português que marcaram o ano

Curtiu? Comente!

One Comment on “¡Que Guapo! Standstill na série Concerts Privats

  1. Pingback: ¡Que Guapo!: Entrevista com David Carabén | Música Pavê

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com