Emicida e seus “10 Anos de Triunfo”

foto de josé de holanda

“20 de novembro”: As primeiras palavras que Emicida diz no DVD 10 Anos de Triunfo não situam o espectador em uma linha do tempo pequena com a data de gravação do especial (em 2017, na casa de shows Audio, em São Paulo), mas em todo um momento histórico do qual o rapper faz parte. No Dia da Consciência Negra, o rapper paulistano celebrou a luta por igualdade ao mesmo tempo em que revisitava sua carreira. Para ele e muitos ali presentes, ambas as histórias se misturam a ponto de serem uma só.

Ao longo das suas 27 faixas, os versos que rimam a luta pessoal do artista (como os de RinhaNóiz e a própria Triunfo) estão em paralelo com músicas de temas mais abrangentes (desde a recente A Chapa É Quente até o samba Hino Vira-Lata). A linha narrativa é uma só: Emicida é um exemplo entre milhões de brasileiros que tiveram que amadurecer cedo demais dentro de um sistema que sempre o distanciou das oportunidades pela cor da sua pele.

A convite do selo Laboratório Fantasma, o Música Pavê esteve na estreia do DVD em São Paulo, em uma sala de cinema, em noite que contou com diversos envolvidos na produção – como o diretor de vídeo Fred Ouro Preto (antigo parceiro de Emicida) e o diretor musical Dudu Marote. A experiência de assistir às quase duas horas de filme na tela grande é uma ampliação do caráter imersivo que a obra tem.

Sua edição combina os planos convencionais de uma gravação de show com imagens feitas com celular e uma montagem tão dinâmica e intensa quanto as músicas. A cor vermelha que predomina ao longo do vídeo torna as letras ainda mais expressivas, principalmente quando combinadas com planos das pessoas na plateia cantando em primeira pessoa os versos do rapper.

Pitty, Vanessa da Mata, Rael, Fióti, Drik Barbosa, MC Guimê, Rico Dalasam, Coruja BC1, Rashid, Karol Conka e Caetano Veloso são alguns dos convidados que nos ajudam a perceber as variações entre suas músicas, das denúncias sociais tensas ao clima mais pop de faixas como Madagascar Passarinhos. Acompanhado de uma grande banda conduzida pelo parceiro DJ Nyack, Emicida flerta com o samba aqui e com o trap ali, entregando uma musicalidade sempre ampla.

E melhor ainda é perceber como cada um desses elementos – dos recursos em vídeo às presenças ilustres, passando também pelas nuances de estilo – está ali para amparar uma voz. Não só a de Leandro Oliveira sob o codinome Emicida, mas a de toda uma população que pode ser representada em um evento de grande porte registrado em DVD, seja para tela de cinema ou de um aparelho celular, e para muito além de qualquer 20 de novembro.

O filme 10 Anos de Triunfo estará disponível a partir de 14 de maio, com pré-venda já disponível. O disco, entretanto, já está presente nas principais plataformas de streaming.

Curta mais de Emicida no Música Pavê

Shuffle

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com