Dez Músicas que Resumem 2016

O artigo que marca a metade do especial Resumão 2016 lista os sons eleitos pela equipe Música Pavê como os que mais marcaram o ano.

São músicas que, sempre que ouviremos daqui pra frente, nos farão lembrar dos bons sons lançados ao longo do ano e estarão presentes em playlists por ainda muito tempo.

Veja só.

(Acompanhe mais do especial Resumão 2016 no Música Pavê)

Céu – Perfume do Invisível

Perfume do Invisível retrata bem o disco Tropix. A junção (muito bem feita, diga-se de passagem) de elementos eletrônicos com orgânicos criam a base para a voz delicada da artista. Céu canta sobre um tipo de libertação, talvez de si mesma ou de algo maior” (William Nunes)

Beyoncé – Formation

“São músicas como essa que nós vemos porque Beyoncé é a maior voz feminina da atualidade. Formation fala sobre empoderamento da mulher, sobre orgulho negro, sobre sua origem, sobre posicionamento perante uma sociedade que ainda insiste em tentar difamá-la. Podem tentar a vontade, mas não está funcionando. Beyoncé apareceu ainda mais letal” (William Nunes)

The Weeknd + Daft Punk – Starboy

“O duo francês abençoou mais um grande hit do música canadense com sua ambientação noturna, sensual e agressiva. Se seu sucesso era óbvio só de saber que os dois nomes colaborariam em uma faixa, o resultado não deixa nada a desejar e faz por merecer toda atenção que recebeu” (André Felipe de Medeiros)

MC Carol + Karol Conka – 100% Feminista

“Com produção de Leo Justi e da dupla Tropkillaz, a canção aborda um tema extremamente importante de uma maneira forte e empoderadora. Ela diz que cresceu, entendeu que mulher não precisa ficar calada e que nós temos que levantar nossas vozes. O grito das cantoras nesta canção está mais do que potente e tornou-se um hino para muitas mulheres” (Carolina Reis)

BaianaSystem – Lucro (Descomprimindo)

“Cada vez mais as nossas cidades perdem espaço para edifícios que tiram o que antes era uma área livre para a sociedade. Lucro fala sobre esse capitalismo, principalmente do setor imobiliário, que visa o dinheiro a qualquer custo. Quem sofre é a cidade e seus moradores. Uma faixa fundamental para trazer à tona a discussão” (William Nunes)

Baleia – Estrangeiro

“Um riff frenético de vocais e violino marca os primeiros momentos da montanha-russa sonora e emocional que é Estrangeiro, um ótimo exemplo do porquê de Baleia ser considerada a banda mais ambiciosa do Brasil. O caos metropolitano do Rio de Janeiro pré-Olímpiadas é transformado numa música daquelas capazes de definir momentos e gerações. O ponto alto deste incrível segundo álbum que é Atlas” (Luis Gustavo Coutinho)

James Blake + Bon Iver – I Need a Forest Fire

“Ambos lançaram seus terceiros discos em 2016, obras que vieram aparentemente mais tímidas em destaque, se comparadas com as que chegaram antes. Quem ouviu os dois álbuns, contudo, encontrou pérolas como esta parceria gravada no lançamento de Blake, faixa que reúne muitas das melhores qualidades dos dois” (André Felipe de Medeiros)

Lady Gaga – Million Reasons

Million Reasons já é um ponto alto na nova fase de Lady Gaga. Curioso pensar que uma artista que primou pela extravagância é vista como ousada ao se expor de forma tão pessoal. A voz é crua, a letra é um mantra e o arranjo no violão se inspirou, quem diria, no country. Gaga é maior que a vida, Joanne é gente como a gente e em Million Reasons ela mostra que ainda é capaz de se reinventar, como uma perfeita ilusão” (Nathália Pandeló)

O Terno – Culpa

Culpa mostra como uma música não precisa de um refrão grandioso para ser boa e nos fazer cantarolar por aí. A faixa vem com um minimalismo carregado de detalhes, seja na guitarra, seja na maneira que Tim canta, seja na levada da bateria. A letra também traz uma irreverência muito boa que cai perfeitamente para os dias de hoje” (William Nunes)

Rihanna + Drake – Work

“Janeiro de 2016 trouxe Work, música que ficará marcada por anos devido à parceria com Drake e o vídeo sensual gravado entre a cantora e ele. Não são apenas esses dois fatos qualificam a canção, sejamos sinceros que os produtores Director X e Tim Erem fizeram um ótimo trabalho. Não à toa, ela permaneceu nas primeiras posições das principais rádios mundiais por semanas” (Rubens Filho)

(Acompanhe mais do especial Resumão 2016 no Música Pavê)

Curta mais de: Céu | Beyoncé | The Weeknd | Daft Punk | MC Carol | Karol Conka | BaianaSytem | Baleia | James Blake | Bon Iver | Lady Gaga | O Terno | Rihanna | Drake

Shuffle

¡Que guapo! Anna Roig i L'ombre de ton chien - Je t'aime
A cantora e sua banda fazem um pop leve cantando sobre poder dizer “eu te amo” e ser correspondido pelas ruas de Barcelona
Entrevista: Projota
Com o recém-lançado "Foco, Força e Fé", seu primeiro álbum completo, rapper nos contou por email sobre diversidade musical, a quase uma década de carreira e música no Brasil hoje
The Weeknd - Party Monster
Visualmente impressionante e sempre bastante dinâmico, clipe remete ao universo do vídeo "Starboy" e do curta "Mania" na promoção de seu mais recente álbum

Curtiu? Comente!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.