Cover: Digo Policiano canta Legião Urbana

Digo-Policiano--eu-sei-cover

Cantar Legião Urbana é algo que fez-se muito presente na cultura brasileira nos últimos anos, desde grandes covers em discos e shows até a zoação no karaokê (quem nunca, não é mesmo?). Isso não quer dizer, porém, que não possa ser algo que seja muito bem feito, ou mesmo surpreendente por um ou outro motivo.

Digo Policiano, por exemplo, aproveitou um arranjo que fez para a bela Eu Sei (que gente como Pato Fu já havia dado um fino trato antes) para gravar um vídeo ao vivo, em voz e violão, entoando a música.

A original foi lançada no disco Que País É Esse?, de 1987, e já trazia o violão no co-protagonismo ao lado do vocal de Renato Russo, com os timbres mais roqueiros ao fundo. Anos depois, em 92, ela ganhou uma versão acústica pela banda para seu Acústico MTV, que não seria lançado até 1999. Nessa, ela veio mais limpa, com dois violões e o pandeiro de Marcelo Bonfá fazendo as vezes de percussão.

A que o cantor paulista lançou recentemente em vídeo aposta no “dueto” da voz com o violão em uma interpretação que revela o estilo pessoal do artista, uma pegada mais orgânica e enraizada tanto no pop, quanto na música regional. Ficou bonito.

Eu Sei (original)

Eu Sei (cover)

Curta mais de Digo Policiano | Legião Urbana | Versões cover

Shuffle

Silva surpreende com sua música cotidiana
Músico capixaba lança seu EP de estreia com letras sinceras e roupagem contemporânea
Série "New Girl" Divulga Videoclipe Interativo
Zooey Deschanel e seus parceiros do elenco participam do clipe que mostra uma festa no apartamento que serve como cenário ao programa, enquanto o espectador escolhe o que vai acontecer na próxima cena
Cover: The Staves canta Sufjan Stevens
Trio britânico mostra sua versão para "Chicago", música mais famosa do compositor norte-americano, em uma época que coincide com novos álbuns dos dois

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.