Cinco Novos Favoritos para sua Lista

Cada nova safra musical renova nossas listas de favoritos. Alguns deles farão grande sucesso imediato, outros serão aqueles de grande presença em nossos fones de ouvido por um bom tempo, independente do quanto são conhecidos por um público maior. Seja qual for o caso, coletamos todo ano alguns músicos e bandas que conhecemos com muito prazer e que nos fazem viver felizes para sempre enquanto durar a eternidade de suas músicas.

Pieguices à parte, eis uma pequena seleção de nomes que se destacaram nesta temporada. Alguns são inéditos em 2017, outros ganharam um fôlego extra neste ano, todos com potencial para fazer barulho por ainda muito tempo.

Moses Sumney

Quem acompanha o Música Pavê já ouviu esse nome por aqui antes (mais de uma vez!), mas vale destacá-lo como uma das novidades mais bem-vindas do ano até agora. Foi em setembro que saiu Aromanticism, seu primeiro álbum, com uma coleção de faixas que mostram seu potencial vocal, sua melancolia cheia de nuances e uma musicalidade sempre complexa e refinada em letras e nos instrumentais. Não se dê ao trabalho de enquadrá-lo em apenas uma ou duas classificações – ao contrário, esteja aberto para passear por canções cheias de personalidade, independente do que elas se parecem.

Chela

Em outro universo musical completamente diferente, está a cantora australiana, residente em Los Angeles, que fez uma feliz migração do punk para o pop – mas sem perder, digamos, a ternura de suas origens. Suas canções esbanjam identidade e força, algo que fica evidente também através da dança (e ela mesma assina as coreografias dos vídeos). É um alívio muito agradável para a dinâmica de “cantora pop” com que estamos acostumados.

Jessie Reyez

Isso acontece também com esta canadense, filha de colombianos, que sabe unir o teor pop de suas composições a uma estética mais próxima do rap/hip hop – o que tem muito a ver com os temas cantados por ela, aqueles pertinentes ao universo de quem vive aquela adolescência prolongada de ter vinte e poucos anos hoje em dia. Seu EP Kiddo, cheíssimo de personalidade, saiu em abril.

Lau e Eu

Lau tem apenas 19 anos e já coloca seu talento pra rodar por aí em nível veterano naquele meio do caminho entre projeto autoral e banda. Amparado pelo rock de outrora, ele e seus comparsas trabalham composições bacanas com uma cara bastante contemporânea – Estar Vivo É Bom, seu mais recente single (e melhor até agora) ilustra bastante essas qualidades, que devemos ver em seu primeiro álbum, com lançamento previsto para 2018.

Daniel Caesar

Por último, vem o cantor de r&b que se destaca como um dos nomes mais revitalizantes do gênero em pleno 2017, como seu álbum de estreia, Freudian, denuncia. Prepare-se para um alto grau de romantismo, muita introspecção e aquele grave arrastado que não pode faltar, além de parceiros de peso, como Syd. Sublime.

Curta mais listas 5+ no Música Pavê

Shuffle

As Ilustrações de César Moreno
Conheça o trabalho do designer mexicano que retrata a Indústria Cultural para publicações como a revista Rolling Stone com cores marcantes e um sempre presente bom humor
Cat Power - Manhattan
A artista faz ode à famosa ilha em Nova York em um clipe co-dirigido pela própria Chan Marshall em parceria com Greg Hunt que mostra a cidade sob uma perspectiva mais íntima
Fotógrafa: Carolina Vianna
Artista carioca comenta seu início na publicidade e como encontrou-se no mundo das imagens, com trabalhos na música que vão desde o registro dos palcos até capa da banda Baleia

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com