Cinco Bandas que Fizeram o Rock Viver em 2016

Se 2016 viu a música pop ganhar os holofotes novamente como uma opção de boa qualidade, não quer dizer que o rock esteve sepultado durante o período.

Nos últimos doze meses, estas cinco foram as bandas que mais se destacaram em trabalhos relevantes que ainda ouviremos por muito mais tempo.

Medulla

Há tempos, Medulla sonhava com um disco como Deus e o Átomo. Há uma década sem um trabalho cheio, os irmãos Raony e Keops finalmente colocaram para fora tudo o que tinham a dizer. O álbum traz faixas muito bem construídas, seguindo a principal característica da banda de adentrar em diversos estilos: rock, rap, hardcore, trap e por aí vai. Talvez o grande destaque aqui seja a autenticidade de Deus e o Átomo, tanto nas letras quanto na sonoridade, que refletem muito bem o que é Medulla.

Green Day

Há alguns anos, Green Day vem tentando retomar o seu rumo. Depois de uma série de problemas pessoais e de uma trilogia de álbuns que não deu em nada, Revolution Radio trouxe o trio de volta e com os pés nos chão. O novo disco, funciona como um compilado das melhores coisas que a banda já fez: Tem a energia das faixas dos primeiros trabalhos, a grandiosidade vista em American Idiot e até uma balada acústica encerrando o álbum. Uma boa pedida para lembrar que a banda ainda tem muita lenha para queimar.

Inky

Se o primeiro álbum funcionou bem, agora é só repetir a fórmula para o segundo, certo? Não com Inky. Em Animania, a banda mudou o seu jeito de compor, deixou seu som mais orgânico, mais lírico e melódico. O disco contou com a produção de Guilherme Kastrup, responsável pelo mais recente disco de Elza Soares. A influência do produtor, baterista de origem, pode ser vista nas fortes bases rítmicas do álbum. Destaque para a faixa que tem a participação do grupo Bixiga 70, Devil’s Mark.

Car Seat Head Rest

Mais uma banda para você chamar de favorita daqui uns anos. Se você ainda não ouviu falar em Car Seat Headrest, saiba que o grupo esteve presente em diversas listas de melhores álbuns de rock de 2016 com o disco Teens Of Denial. A banda não traz nenhuma sonoridade que a gente já não tenha ouvido, principalmente daquela fase mais indie rock e alternativa que tantas outros já passaram, mas o grande barato é ver como o rock se renova em um ciclo sem fim. São bandas como essa que deixam o rock divertido e jovial para cada geração que nasce.

Iggy Pop

Os grandes sucessos da carreira solo de Iggy Pop vieram quando o cantor se juntou a David Bowie nos anos 70 para gravar dois discos. No ano em que seu maior parceiro musical e amigo nos deixou, o pai do punk se juntou a outro grande talento: Josh Homme (Queens Of The Stone Age). Pop Post Depression, resultado da parceria, saiu este ano e, sem dúvida, é um dos melhores álbuns da carreira de Iggy. É interessante ver como, embora de gerações diferentes, ambos conseguiram encontrar o seu espaço dentro da colaboração. As melodias e o som soturno vistas em QOTSA estão em Pop Post Depression, assim como a voz forte e a energia de Iggy Pop.

Curta mais de Medulla | Green Day | Inky | Iggy Pop

Shuffle

Outras Intepretações para "Come as you are"
Cada um sente uma música de um jeito, mas todas as vezes que alguém faz uma cover desta faixa que Nirvana lançou em "Nevermind", nos lembramos o quanto ela é boa
Imagine Dragons: Segunda Impressão
Ouvimos "Smoke + Mirrors", ainda não lançado álbum da banda de Las Vegas, para contar com exclusividade sobre a faixa "Dream", a convite da Universal Music
Cinco Músicas Brasileiras Mais Bonitas de 2016
Entre músicas apaixonadas, melancólicas e mesmo divertidas, algumas faixas lançadas no país nos últimos doze meses destacaram-se por pura beleza

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.