18 Lançamentos que Rolaram no Semestre

Existe um mundo mágico chamado “caixa de entrada” do endereço fale@musicapave.com. Lá, centenas de emails (literalmente) chegam todos os dias com novidades de bandas, cantores, instrumentistas, DJs e eventos em uma velocidade maior do que nós aqui costumamos conseguir dar conta, em termos de produção de conteúdo. Mais do que sentar e escrever sobre, nosso trabalho é também em grande parte conseguir equilibrar urgências, prioridades e tudo aquilo que queremos fazer enquanto mais e mais material novo chega sem parar.

Nas últimas semanas e meses, nossa lista de “lançamentos que queremos dar a devida atenção” não parou de crescer. Na intenção de levantar esses assuntos enquanto eles ainda têm cara de novidade, três pavezeiros se juntaram para colocar no mundo, antes que o semestre acabe, uma lista rápida com alguns dos assuntos que mais nos chamaram atenção – nomes que ou já frequentam o Música Pavê há um tempo, ou que veremos cada vez mais aqui pelas páginas daqui pra frente.

Tem um pouco de tudo, do rock mais acessível ao trabalho conceitual que você vai adorar desvendar. Pegue seus fones de ouvido e aproveite a oportunidade de conhecer mais da boa música feita no Brasil hoje.

Bratislava

Banda que já passou por importantes palcos nacionais, Bratislava trouxe algo diferente para o novo lançamento. O EP “Aprender a morrer” traz um trabalho conjunto do grupo com o poeta Victor Rodrigues, unindo poesia e música como uma só. (William Nunes)

banda-fôrra

A banda paraibana lanço seu primeiro registro ao vivo. De forma simples e direta, podemos ouvir um excelente show sendo executado, cujo palco é dominado pelo tropicalismo psicodélico dos artistas. (Lucas Gabriel Bosso)

Juliano Gauche

O terceiro disco do cantor e compositor já está em todas as plataformas, e está evidenciado o seu talento de poeta. Afastamento é belo nas palavras e nas melodias experimentais. (Lucas Gabriel Bosso)

Tchella

Transmutante é o nome do primeiro álbum da cantora e atriz de São Paulo. Por arranjos que conhecemos bem do pop rock, ela imprime sua personalidade através de uma interpretação carismática ora divertida, ora emocionada. (André Felipe de Medeiros)

Poty

Percepção, primeiro disco do compositor e cantor, chega resgatando uma áurea mais vintage e crua. Não à toa, o disco foi gravado ao vivo, elevando o potencial das boas dinâmicas da banda e seu cantor. Destaque para Sol Menor, faixa de abertura. (William Nunes)

Radio Front

A balada Wake Me Woth Your Call, que lembra muito o rock dos anos noventa, nos entrega um clipe emocional e bonito com uma história cativante. A produção soube trazer com êxito as memórias de uma era de ouro do estilo. (Lucas Gabriel Bosso)

Lux Ferreira

A gente já conhecia esse nome como banda e agente ativo nos bastidores ao lado de Mahmundi. Em Prisma de Mim Mesmo, uma série de singles inspirados pelas cores do arco-íris mostram o lado autoral do músico e produtor. Vale conhecer o site oficial do projeto para ler os textos que acompanham as faixas. (André Felipe de Medeiros)

Contando Bicicletas

O quarteto carioca lança o seu primeiro disco e mostra muitas influências contemporâneas com arranjos muito bem produzidos, que alternam momentos mais caóticos com leves. Não à toa, a banda lembra Ventre – do produtor do disco Hugo Noguchi. (William Nunes)

Musidora

A banda indie paulistana lançou lyric video para a faixa Um Passo de Cada Vez, que estará no seu álbum de estreia. O clipe é em preto e branco e podemos ver a letra madura e inteligente revestida de uma sonoridade à la Franz Ferdinand. (Lucas Gabriel Bosso)

NavesHarris

Em dez músicas, o carinho do casal Jair Naves e Britt Harris vem à tona através de uma estética próxima aos grandes nomes do rock alternativo em versão calorosa e afetuosa. Do tipo de música que te abraça. (André Felipe de Medeiros)

Juliano Guerra

As experimentações nos arranjos do novo disco de Juliano Guerra ficam evidentes logo de cara. Com muitas texturas, nuanças e várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, Neura revela inspirações majoritariamente noventistas, mas não deixa de revisitar o samba e a MPB. (William Nunes)

Mário Wamser

Com participação de Mihay e também do violoncelista Federico Puppi (produtor da música), o cantor e compositor de Belo Horizonte mostrou a refinada Embriagar em BH também em videoclipe. (André Felipe de Medeiros)

Coyotes

Este é o segundo single da banda de Guarulhos, que prepara o lançamento do seu primeiro disco cheio. Aonde Você Vai apresenta uma faixa melodiosa , que caracteriza bastante o som do grupo liderado por Júlio Cardoso. Vale lembrar que Música Para Humanos deve chegar em formato álbum-livro. (William Nunes)

Maria Beraldo

Cavala é força em formato disco. Curtinho, ele chega e causa impacto em composições, arranjos e todo um volume sonoro, composto por poucos elementos, que deixam sua mensagem bastante clara. A co-produção é do sempre eficiente Tó Brandileone (5 a Seco). (André Felipe de Medeiros)

Cora

Cora debuta com um álbum totalmente experimental carregado de temática mitológica, tão poético quanto belo. Com esse lançamento, o duo curitibano apresenta uma grande promessa de bons frutos no cenário da música independente do país. (Lucas Gabriel Bosso)

Jonas Sá

Há uma carga autobiográfica melancólica e afetuosa em PUBER, disco que parece dar conta de recapitular o passado do músico em letras terapêuticas e uma sonoridade familiar, da MPB ao rock alternativo. (André Felipe de Medeiros)

Water and Man

Phantasie – single que abre os trabalhos de um novo álbum que sai em agosto – traz uma boa dose de indie e synthpop. A faixa mostra um lado introspectivo de Water And Man, que segue a mesma vibe ao longo de toda a sua duração, ao mesmo em que se mostra viciante. (William Nunes)

Dolphinkids

Primavera é um passo decisivo da banda paulista em direção à maturidade. O EP chega com mais intenção aos lugares onde o grupo quer chegar, sem medo de trazer suas melhores características ao primeiro plano, nem de explorar novos territórios. (André Felipe de Medeiros)

Shuffle

Curtiu? Comente!

Comments are closed.

Sobre o site

Feito para quem não se contenta apenas em ouvir a música, mas quer também vê-la, aqui você vai encontrar análises sem preconceitos e com olhar crítico sobre o relacionamento das artes visuais com o mercado fonográfico. Aprenda, informe-se e, principalmente, divirta-se – é pra isso que o Música Pavê existe.

Contato

fale@musicapave.com